8 de jan de 2010

À você...



Minha imaginação voa alto,


tão alto que posso chegar até a lua,


Que imagino te despindo,


querendo seu corpo, te querendo toda nua,


Às vezes me encontro atordoado,


andando perdido pela rua,


Aí você vem em minha mente,


volto a viajar, sonho com essa pela sua.


Queria vê-la agora


vestida somente com um doce perfume,


Que Deus tire isso de minha mente


para que com isso eu não acostume,


Despir-me de todo pudor


e nas curvas do seu corpo me perder


Saciar-me em sua fonte formosa


até o ponto de cansar, até o ponto de morrer.


Você me tira do eixo,


deixa-me louco, entro em parafuso


Já não sei o que sinto,


vivo sonhando, vivo todo confuso


Que meus pensamentos são só para você


e falo isto bem sério


Quero sentir seu sabor,


viver a paixão, desvendar seu mistério. c.a.m.

Nenhum comentário:

Postar um comentário